Rádio Evangelizar

Rádio Evangelizar

 

 

Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese

Rating: 3.1/5 (46 votos)




ONLINE
4








 

Previsão do tempo

 


LEI SECA - Blitz chega em cinco cidades da BR-429

Notícia

Rodovia BR 429

21/09/2013 23:50 h | Visualizações: 80

LEI SECA - Blitz chega em cinco cidades do Vale do Guaporé

 

Está sendo realizada  blitz da lei seca nos cinco municípios do Vale do Guaporé, onde muitos  condutores estão  sendo flagrado e multados por diversas irregularidades de trânsito, sendo conduzidos a delegacia e tendo seus veículos apreendidos e/ou removidos para pátio de Ciretrans, além de motoristas embriagados, ou (sintomas de embriaguez), sendo levados para as delegacias de Polícia Civil. A equipe é formada por agentes de trânsito de Ji-Paraná com o apoio da Polícia Militar e Centenas de veículos estão  sendo abordados.

A blitz da Lei Seca está sendo  realizada nas cidades de, Alvorada D’Oeste, São Miguel do Guaporé, Seringueiras, São Francisco do Guaporé e Costa Marques. Com apreensão e/ou remoção, sob testes de hetilômetro (bafômetro), verificação de documentos e outros.

Em Alvorada do Oeste, nesta sexta feira foram abordados vários motoristas sendo pego muitos de surpresa, e conduzido a delegacia por dirigir alcoolizados, e falta de documentos.

Segundo o comandante, a fiscalização a blitz atingirá Costa Marques onde está sendo realizado o festival de praia, e que certamente pegará muitos motoristas  alcoolizados devido as festividades.

Em Alvorada ouve reclamação por parte de condutores de veículos. Eles reclama que tanto o Detran como a policia militar não tem autorização para revistar na BR 429, que esta responsabilidade é da policia federal. Outro ponto de indignação, é que motorista são obrigados a fazer manobras dentro da cidade, mesmo passando em outra rua ou avenida, são obrigados a voltar e com repressão drástica e abusivas, sendo perseguidos e obrigados a voltar até o ponto aonde está sendo feito a blitz. 

 Fonte: Jornal Correio do Vale