Sites Grátis no Comunidades.net Criar um Site Grátis Fantástico
Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese

Rating: 2.9/5 (92 votos)




ONLINE
3





Partilhe esta Página



 

Previsão do tempo

 


Lava Jato solicita dados sobre venda de Neymar
Lava Jato solicita dados sobre venda de Neymar

- Atualizado em

Procurador da Lava Jato solicita dados da Espanha sobre venda de Neymar

Em processo que DIS move contra atleta, Rodrigo Janot oficia Justiça paulista a lhe encaminhar informações que forem anexadas aos autos para investigação do MPF

Por Leonardo LourençoSão Paulo

Neymar barcelona apresentação (Foto: Marcelo Hazan)Transferência de Neymar é alvo de investigação do MPF e da Receita Federal (Foto: Marcelo Hazan)

O Procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu à Justiça paulista para ter acesso às informações recebidas dos tribunais espanhóis sobre a venda de Neymar ao Barcelona. O pedido faz parte dos autos do processo que o fundo de investimento DIS move contra o atleta e o clube europeu na 23ª Vara Cível de São Paulo.

O ofício do Ministério Público Federal (MPF) foi enviado logo no início da ação, em janeiro de 2014. Nela, a empresa requer a exibição de documentos relacionados à transferência, concluída em 2013. Seis papéis são citados, entre eles o de venda e o contrato em que o Barcelona pagou € 10 milhões antecipadamente ao jogador.

Janot, que encabeça as investigações da Operação Lava Jato, sobre esquema de corrupção na Petrobras, solicita a "remessa, à Secretaria de Cooperação Jurídica Internacional do Ministério Público Federal, das informações recebidas da Justiça espanhola" no processo. Ele afirma, ainda, que o procedimento instaurado "tramita em sigilo".

Oficio - MPF - Venda Neymar 2 (Foto: globoesporte.com)Ofício enviado pelo procurador Rodrigo Janot à Justiça de São Paulo (Foto: reprodução)

 

O site da Época revelou que Neymar e seu pai estão sendo investigados pelo MPF e pela Receita Federal. A suspeita é de sonegação – os bens que eles possuem no Brasil já foram arrolados. Segundo a revista, o procurador Thiago Nobre Lacerda, de Santos, deve apresentar denúncia criminal nos próximos dias, o que incluiria também o crime de falsidade ideológica.

O ofício assinado por Janot foi respondido três meses depois pela juíza Carmem Lúcia da Silva, que informou que, até aquela data, o processo não continha informações da Justiça espanhola.

Em janeiro de 2014, a o tribunal de São Paulo expediu pedido de carta rogatória aos espanhóis para que Neymar fosse citado na Europa. Enviado ao Barcelona, o documento acabou assinado por uma funcionária do atleta. Em dezembro, nova carta foi expedida, desta vez endereçada à casa do atacante, que ainda não foi citado.

A DIS era proprietária de 40% dos direitos do jogador quando ele se transferiu. O Santos, que alega ter recebido € 17,1 milhões, repassou a fatias aos parceiros, o que incluiu também a Teisa, que detinha 5% e também foi à Justiça para ter acesso aos documentos da negociação.

Além desse valor, o Barcelona também pagou € 40 milhões à N&N, empresa do pai do atacante, mais € 10 milhões de luvas, outros € 2 milhões para que a N&N monitore revelações no Brasil e repassou € 2,5 milhões à Fundação Neymar Jr. O Santos também recebeu € 7,9 milhões pela preferência na contratação de três jogadores da base e € 4,5 pela realização de amistoso em 2013. As comissões a agentes somam € 2,7 milhões.

O acordo é alvo de investigações na Espanha, e já rendeu multas milionárias ao Barcelona. Em março, o Ministério Público do pais europeu pediu a prisão de presidente Josep Maria Bartolomeu e de seu antecessor, Sandro Rossell, pelas irregularidades constatadas no acordo. Na última semana, o Santos iniciou processo na Fifa para ser indenizado elas “violações do contrato de transferência”, segundo o atual mandatário, Modesto Roma Júnior – a venda, em 2013, foi assinada por Odílio Rodrigues, a quem fez oposição.

INFO - Valores pagos a Neymar barcelona (Foto: Editoria de Arte)