Rádio Evangelizar

Rádio Evangelizar

 

 

Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese

Rating: 3.1/5 (46 votos)




ONLINE
4








 

Previsão do tempo

 


fraude no bolsa família

Not?cias

242 leituras | 000 coment?rio | Notícias | Política

domingo, 13 de julho de 2014 ouropretodooeste

VERGONHA: ESPOSA DO PRESIDENTE DA CÂMARA DE URUPÁ É BENEFICIÁRIA DO BOLSA FAMÍLIA, ATESTA SIBEC

COMPARTILHE

A esposa do presidente da Câmara municipal do município do Urupá, vereador Tiago Mendes de Oliveira (PR), a dona de casa Gislaine Eloy, vem recebendo os benefícios do programa social do governo federal “Bolsa Família” que é um programa de transferência direta de renda que beneficia famílias em situação de pobreza e de extrema pobreza em todo o país. O Bolsa Família integra o “Plano Brasil Sem Miséria”, que tem como foco de atuação os milhões de brasileiros com renda familiar per capita inferior a R$ 70,00 mensais e está baseado na garantia de renda, inclusão produtiva e no acesso aos serviços públicos.

A irregularidade foi identificada após o Ministério Público Estadual – MP através do promotor de Justiça da Comarca de Alvorada do Oeste, Doutor Eider José Mendonça das Neves que solicitou através de oficio endereçado ao secretário municipal de Assistência Social Antonio Lazaro de Freitas, informação a cerca de eventual beneficio do Bolsa Família fornecido a Sra. Gislaine Eloy. Em resposta ao MP o secretario informou que a Sra. Gislaine Eloy é beneficiaria do programa social há mais de 5 anos conforme comprova o Sistema de Beneficio ao Cidadão – SIBEC.

O presidente da Casa de Leis, vereador Tiago Mendes está no seu primeiro mandato e foi eleito em 2012 com 261 votos. Na época o parlamentar mirim declarou a Justiça Eleitoral possuir um lote rural localizado na Gleba 01, linha TN - 06 zona rural de Urupá avaliado em R$ 200 mil reais e 70 cabeças de gado avaliado em R$ 70 mil reais. O vereador não foi localizado para comentar sobre o assunto.

É importante alertar que as pessoas que recebem indevidamente o benefício estão sujeitas às penalidades previstas em lei, pois omitem informações no cadastro, tendo uma conduta dolosa. A sociedade de Urupá espera agora um posicionamento dos demais vereadores a cerca do fato já que quem poderia ajudar as famílias carentes do município, na verdade, fica com parte dos recursos que deveriam servir apenas às pessoas pobres e extremamente pobres.

fonte: newsrondonia Visualizar Impress?o