Rádio Evangelizar

Rádio Evangelizar

 

 

Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese

Rating: 2.6/5 (902 votos)




ONLINE
2





Partilhe esta Página



 

Total de visita no site


FHC chama governo de ilegítimo e pede renúncia
FHC chama governo de ilegítimo e pede renúncia

FHC chama governo de ilegítimo e pede renúncia de Dilma

Por iG São Paulo | - Atualizada às

Em nota publicada em uma rede social, o ex-presidente chamou o governo de 'ilegítimo', atacou Lula e disse que não há condições para governar

Em Brasília, um dos destaques do protestos foi o boneco de Lula vestido de presidiário
AP Photo
Em Brasília, um dos destaques do protestos foi o boneco de Lula vestido de presidiário

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) publicou em uma rede social uma nota na qual afirma que a presidente Dilma Rousseff está "perdendo condições de governar." Ainda segundo FHC, Dilma deveria ter o "gesto de grandeza" de renunciar ou ter "a voz franca de que errou" e "apontar os caminhos da recuperação nacional."

FHC, que é presidente de honra do PSDB, associou a atual situação do governo ao que aconteceu durante o governo de Fernando Collor de Mello. "O Brasil assistirá à "desarticulação crescente do governo e do Congresso, a golpes de Lavajato [Operação Lava Jato]. Até que algum líder com força moral diga, como o fez Ulysses Guimarães, com a Constituição na mão, ao Collor: você pensa que é presidente, mas já não é mais".

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso atacou Lula e o governo da presidente Dilma no Facebook
Agência Brasil
O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso atacou Lula e o governo da presidente Dilma no Facebook

O ex-presidente chamou o atual governo de "ilegítimo". "O mais significativo das demonstrações, como as de ontem [protestos de domingo, dia 16], é a persistência do sentimento popular de que o governo, embora legal, é ilegítimo. Falta-lhe a base moral, que foi corroída pelas falcatruas do lulopetismo [em referência ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva]. Com a metáfora do boneco vestido de presidiário, a Presidente, mesmo que pessoalmente possa se salvaguardar, sofre contaminação dos malfeitos de seu patrono [Lula] e vai perdendo condições de governar", escreveu no Facebook.

Leia também:

Manifestação foi menor do que a do dia 15 de março, mas semelhante à de abril

Mudança de opinião

Em abril passado, durante evento do Fórum de Líderes Empresarias em Comandatuba (BA), FHC era uma minoria dentro do PSDB ao afirmar que era cedo para que Dilma fosse afastada do poder. "Impeachment não pode ser tese. Quem diz se houve razão objetiva é a Justiça, é o Tribunal, é a polícia, o Tribunal de Contas. Ou houve razão objetiva ou não houve. Isso cabe à Justiça. Os partidos não podem se antecipar", afirmou na ocasião.

O senador tucano Aécio Neves participou de protesto pelo impeachment de Dilma Rousseff em Belo Horizonte
Reprodução/Twitter oficial Aécio Neves - 16.8.15
O senador tucano Aécio Neves participou de protesto pelo impeachment de Dilma Rousseff em Belo Horizonte

Ainda segundo afirmação do ex-presidente feita quatro meses atrás, "você não pode transformar o seu eventual desejo de que talvez fosse melhor um outro governo fora das regras da democracia. Vamos ter de esperar que essas regras sejam cumpridas. Qualquer outra coisa é precipitação."

Leia também:

Para FHC, pedido de impeachment de Dilma não pode se basear em "tese"

Sede do PT em São Paulo é invadida; ato é o 4º contra imóveis do partido em 2015

MTST diz enfrentar "direita intolerante" e cobra saída "à esquerda para a crise"

Leia tudo sobre:FHCFernando Henrique CardosoOperação Lava JatoPSDBPT

 

Previsão do tempo

 

topo