Cade aprova compartilhamento de rede

10/05/2013 11h44 - Atualizado em 10/05/2013 11h49

Cade aprova compartilhamento de rede entre Vivo e Claro

Decisão foi publicada na edição desta sexta (10) do DOU.
Compartilhamento deve reduzir investimento e preço de serviços.

Fábio Amato Do G1, em Brasília

 
2 comentários

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) publicou na edição desta sexta-feira (10) do "Diário Oficial da União" decisão em que autoriza as operadoras Claro e Vivo a fazerem compartilhamento de infraestrutura voltada para a oferta de serviço de telefonia e banda larga móvel.

Incentivado pelo governo, o compartilhamento de redes entre as duas empresas já havia sido aprovado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Essa ação envolve, por exemplo, o uso por Claro e Vivo de uma mesma torre de celular.

Pelo acordo, as operadoras vão compartilhar infraestrutura para prestação de serviço de telefonia e banda larga móvel de segunda (2G), terceira (3G) e quarta geração (4G), além de telefonia rural.

Com isso, as duas empresas devem reduzir o investimento necessário para ampliação e melhoria desses serviços o que, pelo menos em teoria, deve acelerar obras necessárias e levar à queda nos preços para os consumidores.

Em abril, a Anatel já havia aprovado acordo semelhante envolvendo a Oi e a TIM para compartilhamento de rede voltada à oferta de telefonia e banda larga móvel 4G